Nas próximas décadas, a doença de Alzheimer pode chegar ao nível de epidemia devido, principalmente ao aumento da faixa etária da população. Mas ainda existem dois fatores importantes que cercam essa doença: 1) Atualmente não há nenhum tratamento eficaz; 2) São poucos os estudos que avaliam associação da doença com alterações genéticas associadas (mutações), reduzindo o número de estratégias para terapias futuras.