Afirmando que a suplementação oral de L-glutamina promove mudanças na composição da flora intestinal, recente estudo brasileiro1 soma às crescentes evidências científicas que apontam estar o microbioma intestinal intimamente associado aos fatores metabólicos e à obesidade.