Níveis mais altos de vitamina D associados a menor fadiga muscular, de acordo com novo estudo

Um estudo recente, publicado na revista Clinical Interventions in Aging, descobriu que um status mais elevado de vitamina D – 25(OH)D –  foi positivamente correlacionado com a melhoria do alívio e desempenho muscular de indivíduos idosos fisicamente ativos.   Pesquisas anteriores relataram que a suplementação de vitamina D e cálcio resultam em melhorias significativas nas funções neuromusculares e musculoesqueléticas na população idosa. Além disso, a maioria das evidências suporta a tese de que o nível de vitamina D está ligado à potência e força muscular. Estes resultados são explicados pela capacidade da vitamina D aumentar as fibras musculares do tipo II, que melhoram a reação, equilíbrio e desempenho.
Leia mais

Extrato de mirtilo pode ajudar a combater a gengivite e reduzir o uso de antibióticos

A gengivite é uma condição comum entre os adultos, que ocorre quando bactérias formam biofilmes ou placas nos dentes, e, consequentemente, inflamam as gengivas. Alguns casos graves, chamados de periodontite, fazem uso de antibióticos. Mas agora os cientistas descobriram que o extrato de mirtilo selvagem poderia ajudar a prevenir a formação de placa dental. Seu relatório publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry poderia levar a uma nova terapia para a periodontite e uma menor necessidade de antibióticos.
Leia mais

Será que o seu bioma pode engordá-lo?

O livro de Aamodt devasta o campo dos livros de dietas – e, na verdade, toda a indústria de dietas –, com a afirmação radical que é, de fato, a perda de peso gerada por dietas que leva seu corpo a recuperar o peso perdido – querendo ou não. (Por exemplo, o metabolismo do seu corpo cai precipitadamente após a perda de peso, ou seja, você tem que comer muito, muito menos do que quando você estava fazendo dieta, para não engordar.)
Leia mais

Níveis saudáveis de vitamina D associados com diminuição significativa de risco de câncer entre as mulheres

A análise agrupada recente de um estudo randomizado e estudo de coorte prospectivo determinou que as mulheres com níveis de vitamina D de pelo menos 40ng/ml foram associados com 65% menor risco de desenvolver câncer.   O câncer é altamente prevalente, afetando cerca de 40% de homens e mulheres. Em 2012, um total de 14 milhões de novos casos de câncer foram diagnosticados em todo o mundo, com 8,2 milhões de mortes relacionadas à doença. Este número continua a aumentar com estimativa para 22 milhões de casos de câncer nos próximos 20 anos.
Leia mais