Um estudo publicado em The Journals of Gerontology mostra que comer uma boa quantidade de fibras dietéticas provenientes de cereais integrais, frutas e verduras pode proteger contra as doenças e incapacidades que muitas vezes ocorrem enquanto envelhecemos.

 

Os dados foram compilados a partir do Blue Mountains Eye Study, um estudo de base populacional de referência, o qual analisou uma coorte de 1.609 adultos (idade a partir de 49 anos) para fatores de risco de perda sensorial de longo prazo e doenças sistêmicas. Os pesquisadores descobriram que, de todos os fatores examinados – incluindo a ingestão total de carboidratos, de fibras (frutas, vegetais, pães/cereais), índice glicêmico, carga glicêmica e ingestão de açúcar –, a fibra foi a que fez a maior diferença para o que os pesquisadores denominaram de “envelhecimento bem sucedido”.

 

Existem dois tipos de fibras, as solúveis e as insolúveis. As fibras solúveis são capazes de dissolver-se em água, tornando-se, então, como um gel que, dentre outros, abaixa os níveis de colesterol e glicose. Já as fibras insolúveis, como o nome diz, não se dissolvem em água, acelerando o trânsito intestinal, estimulando e regulando os movimentos peristálticos e aumentando o bolo fecal, para sua consequente eliminação.

 

Os participantes do estudo foram acompanhados por um período de 10 anos. Os dados dietéticos foram coletados através de questionário administrado pelo entrevistador em cada visita. O “envelhecimento bem sucedido” foi definido pela ausência de deficiências, sintomas depressivos, comprometimento cognitivo, sintomas respiratórios e doenças crônicas (incluindo câncer, doença arterial coronariana).

 

Após 10 anos, os pesquisadores descobriram que 15,5% dos participantes apresentaram um envelhecimento bem sucedido. Essencialmente, eles descobriram que aqueles que tiveram uma maior ingestão de fibra, ou total de fibras, efetivamente tiveram quase 80% maior probabilidade de viver uma vida longa e saudável. Ou seja, eles foram menos propensos a sofrer de hipertensão, diabetes, demência, depressão e incapacidade funcional.

 

Os investigadores concluíram que, “o consumo de fibras dietéticas influenciaram de forma independente a probabilidade do envelhecimento com sucesso por mais de 10 anos. Estes resultados sugerem que o aumento da ingestão de alimentos ricos em fibras pode ser uma estratégia bem sucedida para alcançar uma velhice livre e totalmente funcional”.

 

Traduzido por Essentia Pharma

 

Fonte: Gopinath B, et al. Association Between Carbohydrate Nutrition and Successful Aging Over 10 Years. The Journal of Gerontology, 2016. Doi: 10.1093/gerona/glw091

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”