A doença arterial coronariana é um dos eventos cardiovasculares mais comuns, causando danos ao músculo cardíaco e à morte. Um novo estudo revelou que a adesão a um estilo de vida saudável reduz o aparecimento da doença arterial coronária em pessoas com risco genético elevado.

 

Geralmente, os fatores de risco mais comuns que estão envolvidos no início da doença arterial coronariana incluem níveis de colesterol, pressão arterial, histórico familiar, diabetes, tabagismo, dentre outros. Alguns estudos relataram que fatores genéticos e de estilo de vida desempenham um papel importante nos eventos cardiovasculares. Sekar Kathiresan, diretor do Centro de Pesquisas em Genética Humana do Hospital Geral de Massachusetts, EUA, e colegas revelaram que um estilo de vida saudável pode reduzir um alto risco genético de doença arterial coronariana. Os resultados do presente estudo foram publicados on-line em New England Journal of Medicine em 2016.

 

O estudo foi realizado em 55.685 participantes em quatro grandes coortes. Entre eles, três eram coortes prospectivos que incluíam Risco de Aterosclerose em Comunidades (ARIC) (n = 7.814 participantes), Saúde do Genoma Feminino (SNGH) (n = 21.222) e Estudo da Dieta Malmo e Câncer (MDCS) (n = 22.389), sendo que o quarto foi uma coorte de estudo transversal da BioImage (n = 4.260). Os polimorfismos genéticos e os dados clínicos foram analisados ​​pelos pesquisadores no presente estudo para determinar a pontuação poligênica para o risco genético e escore de aderência para os padrões de estilo de vida saudáveis ​​com base nos objetivos estratégicos da American Heart Association (AHA) sobre a doença arterial coronariana.

 

Os resultados dos três estudos de coorte prospectivos revelaram um risco aumentado (hazard ratio (HR) -1,91) de eventos coronarianos em 91% dos participantes com elevado risco genético. Observou-se também que as coortes com padrão de estilo de vida favorável apresentavam menor risco de eventos coronarianos independentemente da categoria de risco genético.

 

Quarenta e seis por cento dos participantes que seguiam um estilo de vida saudável na coorte de alto risco genético estavam em menor risco (HR-0,54) de eventos coronarianos do que aqueles com estilo de vida desfavorável. No ARIC, isso correspondeu a 10,7% de ocorrência de eventos coronarianos observados no grupo estilo de vida desfavorável e 5,1% no grupo estilo de vida favorável. De 4,6% para 2,0% no WGHS. E de 8,2% para 5,3% no MDCS. No grupo de estudo BioImage, todos os grupos de risco genético com estilo de vida favorável foram significativamente associados com baixo nível de calcificação nas artérias coronárias.

 

Em resumo, seguir um padrão de estilo de vida saudável modifica o perfil de risco genético da doença arterial coronariana, indicando que o DNA não é definitivo sobre as doenças.

 

Estudos posteriores em diferentes populações e padrões de estilo de vida específicos darão taxas de risco mais acentuadas para eventos coronarianos.

 

Traduzido por Essentia Pharma

 

Fonte:http://www.medicalnewsbulletin.com/healthy-lifestyle-reduces-high-genetic-risk-coronary-artery-disease/

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”