Um estudo chinês descobriu que a combinação de medicação anti-hipertensiva com ácido fólico foi mais eficaz na prevenção do declínio da função renal e da progressão da doença renal do que o tratamento anti-hipertensivo sozinho.

 

A doença renal crônica (DRC) é um enorme problema de saúde pública que pode aumentar o risco de doença renal terminal e doença cardiovascular. O tratamento mais utilizado é a terapia anti-hipertensiva, mas quando a condição progride para doença renal terminal, o transplante renal pode ser a única opção. A pesquisa mostrou que a prevalência de hiperhomocisteinemia é maior em pacientes com DRC, podendo ser um fator de risco para a sua progressão. No entanto, o ácido fólico, que é frequentemente utilizado em conjunto no tratamento da hiperhomocisteinemia, não possuia efeito comprovado sobre a doença renal.

 

Um estudo, recentemente publicado em Journal of the American Medical Association Internal Medicine, investigou o efeito da adição de ácido fólico para a terapia hipertensiva sobre a progressão da DRC e função renal. Foram incluídos 15.104 participantes com hipertensão do estudo China Stroke Primary Prevention Trial (CSPPT), dentre os quais, 1.671 tinham DRC na linha de base. Os participantes foram tratados com o medicamento anti-hipertensivo enalapril, ou enalapril e ácido fólico, e seguidos a cada 3 meses (seguimento médio de 4,4 anos).

 

Pacientes com a doença renal crônica apresentaram pressão arterial, homocisteína sérica e glicemia de jejum significativamente maiores, e o diabetes foi mais prevalente. A diminuição da pressão arterial foi ligeiramente maior em pacientes com DRC. O grupo enalapril-ácido fólico apresentou uma maior queda no nível de homocisteína, tendo sido ainda maior no caso dos pacientes com DRC no início do estudo. Além disso, o grupo enalapril-ácido fólico teve uma taxa significativamente menor de declínio da função renal e um menor risco de declínio rápido da função renal, o que era mais proeminente em pacientes com DRC.

 

A terapia com enalapril mais ácido fólico foi capaz de retardar a progressão da doença renal crônica em pacientes com hipertensão. A adição de ácido fólico à terapia anti-hipertensiva desses pacientes mostrou poder ser uma opção de tratamento de baixo custo, segura e benéfica.

 

 

Traduzido por Essentia Pharma

 

 

Fonte: http://www.medicalnewsbulletin.com/folic-acid-might-slow-progression-renal-disease-october-24-2016/

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”