A edição de maio de 2016 do Archives of Medical Research relatou o resultado de um estudo piloto randomizado, duplo-cego e controlado por placebo que encontrou benefício da suplementação com resveratrol em adultos com colite ulcerativa, uma doença inflamatória intestinal. A colite ulcerativa “pode ocorrer e se desenvolver notavelmente como resultado do estresse oxidativo por espécies reativas de oxigênio”, de acordo com os autores do relatório.

 

O estudo incluiu 56 participantes diagnosticados com a doença ativa de leve a moderada. Os indivíduos foram randomizados para receber 500mg de resveratrol ou um placebo diariamente durante seis semanas. A atividade da colite, a qualidade de vida e outros fatores foram avaliados através de questionários aplicados no início e no final do estudo. As amostras de sangue colhidas nestes mesmos períodos foram analisadas quanto à capacidade antioxidante total do soro, atividade de superóxido dismutase (SOD, um antioxidante) e malondialdeído (MDA, um marcador de estresse oxidativo).

 

No final de seis semanas, os participantes que receberam um placebo experimentaram uma diminuição na SOD e uma elevação na MDA, em comparação com os níveis medidos antes da intervenção. No entanto, entre aqueles que receberam resveratrol, o MDA foi significativamente menor e a capacidade antioxidante total e a SOD foram maiores em comparação com os níveis de pré-tratamento e com os níveis medidos no grupo placebo no final do estudo. O tratamento com resveratrol foi também associado a uma diminuição significativa da atividade da doença e à melhoria da qualidade de vida em comparação com o placebo.

 

“Para nosso conhecimento, este é o primeiro ensaio clínico duplo-cego, controlado por placebo que mostrou os efeitos da suplementação de resveratrol sobre o estresse oxidativo em pacientes com colite ulcerativa”, os autores Maryam Samsamikor e colegas anunciaram.

 

“Este estudo de 6 semanas encontrou evidência que o suplemento de resveratrol (500 mg/dia) pode melhorar a qualidade de vida em pacientes com colite ulcerativa de leve a moderada, pelo menos parcialmente, através da atenuação do estresse oxidativo”, eles concluíram. “Mais estudos com maior duração e diferentes doses de suplementação são necessários para confirmar a aplicação clínica dos resultados presentes.”

Traduzido por Essentia Pharma

 

Fonte:http://www.lifeextension.com/Newsletter/2016/10/Resveratrol-improves-disease-activity-quality-of-life-in-ulcerative-colitis-patients/Page-01

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”