Um novo estudo em camundongos sugere que o rose hip (rosa mosqueta) pode conter as propriedades que incentivam o processo de transformação da gordura branca em marrom, aceleração do metabolismo e a perda de peso.

 

O excesso de peso e a obesidade, condições em que os indivíduos carregam excesso de tecido adiposo ou gordura corporal, têm mostrado aumentar o risco de uma série de resultados negativos para a saúde, incluindo diabetes tipo 2, doença coronariana, hipertensão e fígado gorduroso.

 

Pesquisas anteriores sugeriram que a ingestão de rose hip, que é o fruto ou semente da roseira, não é apenas rico em propriedades benéficas, como o ácido ascórbico, compostos fenólicos e carotenoides, mas também possui efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes e antiobesidade. Em particular, as propriedades antiobesidade foram objeto de um estudo recentemente publicado em Nutrition and Metabolism, onde a hipótese sugeria que o mecanismo por trás desse efeito pode estar relacionado com as células de gordura marrom.

 

O estudo foi realizado em camundongos machos de 8 semanas de idade que foram divididos em dois grupos: um grupo de controle alimentado com uma dieta rica em gordura, e um segundo grupo que foi alimentado com uma dieta rica em gordura, mas suplementados com rose hip (grupo RH). O estudo decorreu durante um período de três meses, durante o qual várias medições calorimétricas foram realizadas, e executadas avaliações da expressão gênica e níveis de proteína em depósitos de gordura marrom e branco.

 

Os resultados do estudo mostraram que, embora a ingestão calórica fosse a mesma para ambos os grupos, o grupo RH apresentou menor peso corporal e menor glicemia, insulina e colesterol do que o grupo controle no final do estudo. De um modo geral, os animais no grupo RH apresentaram maior gasto energético do que os do grupo de controle, embora os níveis de atividade fossem essencialmente os mesmos. Quando os camundongos se exercitavam na roda ou corriam em esteira, as medições mostraram que o grupo RH apresentava uma taxa metabólica mais elevada.

 

A partir desses resultados, os pesquisadores teorizam que o rose hip estimula a capacidade de queimar gordura dos depósitos de gordura marrom, ou pode induzir o “escurecimento” da gordura branca. Esta última proposição pareceu ser suportada pela expressão genética e medições de nível de proteína, as quais mostraram que marcadores de gordura marrom ou bege e genes capazes de promover a diferenciação de adipócitos marrons, foram aumentados na gordura branca do grupo suplementado com RH.

 

Com base nos resultados, os autores do estudo concluem que a suplementação com rose hip pode ter o efeito de aumentar a produção de energia e induzir o escurecimento da gordura branca. Isso, por sua vez, pode ajudar a prevenir o ganho de peso corporal e ter potencial de fazer parte em tratamentos de obesidade.

Traduzido por Essentia Pharma

Fonte: http://www.medicalnewsbulletin.com/rose-hip-supplements-may-help-combat-obesity/

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”