Um artigo publicado em Journal of American College of Nutrition relata um benefício da suplementação com quercetina em um estudo randomizado e duplo-cego de mulheres com artrite reumatoide.

 

O ensaio incluiu 40 pacientes com artrite reumatoide que receberam 500mg de quercetina ou um placebo diariamente, durante oito semanas. As amostras de sangue coletadas antes e após o período de tratamento foram analisadas quanto à taxa de sedimentação de eritrócitos (ESR) e ao fator de necrose tumoral de alta sensibilidade (sigla em inglês, hs-TNFa, um marcador de inflamação) nos níveis plasmáticos. As conclusões dos exames executados por médicos que determinaram o número de articulações inchadas e sensíveis foram combinadas com resultados da ESR para calcular a atividade da doença. Questionários de avaliação de saúde avaliaram a qualidade de vida e a deficiência.

 

No final do ensaio, as mulheres que receberam quercetina tinham menor rigidez e dor matinal, e dor após atividade, em comparação com seus níveis no pré-tratamento. Em contraste, aquelas que receberam placebo experimentaram mudanças não significativas. Os escores de atividade da doença, o número de articulações sensíveis, os escores do questionário de avaliação de saúde e as avaliações globais de médicos melhoraram significativamente no grupo quercetina, permanecendo essencialmente inalterados entre aquelas do grupo placebo. Ao final do estudo, a ESR foi ligeiramente menor e o fator de necrose tumoral alfa foi significativamente menor nas participantes tratadas com quercetina, enquanto que não ocorreram alterações significativas no grupo placebo.

 

“Para nosso conhecimento, o presente estudo foi o primeiro que examinou o efeito do suplemento quercetina sozinho sobre a gravidade e os sintomas da artrite reumatoide em mulheres”, anunciam os autores Fatemeh Javadi, da Universidade de Teerã de Ciências Médicas, e colegas. “Em nosso estudo, a quercetina diminuiu a citocina inflamatória hs-TNFa possivelmente através da supressão da expressão gênica de citocinas (com base em estudos anteriores), mas parece que alguns outros fatores inflamatórios, como a ESR, precisam de uma duração mais longa de suplementação para produzir uma mudança significativa.”

Traduzido por Essentia Pharma

 

Fonte:http://www.lifeextension.com/Newsletter/2016/11/quercetin-supplementation-improves-rheumatoid-arthritis-symptoms-and-disease-activity/page-01?utm_source=eNewsletter&utm_medium=email&utm_content=Button&utm_campaign=EZXX00E

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”