Novo benefício do extrato de chá verde para mulheres: ajuda baixar os níveis de colesterol

Um crescente número de estudos vem evidenciando os benefícios da suplementação diária do extrato de chá verde, mais notadamente um de seus constituintes, o polifenol epigalocatequina-3-galato (EGCG), para uma série de prevenções e condições, em especial as relacionadas com o processo de envelhecimento.   Em mulheres na pós-menopausa, os polifenois do chá verde – Camellia sinensis – demonstraram reduzir os níveis de estresse oxidativo. Efeito este ainda mais significante se em conjunto com exercícios como o Tai Chi, que aumentam a força muscular. Estudos subsequentes demonstraram reduções significativas nos marcadores de perda óssea em mulheres suplementadas, bem como o aumento da força muscular. Este é um fator vital na prevenção de quedas que podem levar a fraturas e à perda da independência quando mais velhas. (1)   Recentemente, um novo estudo publicado em The American Journal of Clinical Nutrition traz mais um benefício do extrato: sua suplementação pode reduzir tanto os níveis de colesterol total quanto de LDL em mulheres pós-menopáusicas. (2)   O estudo auxiliar (braço paralelo de outro estudo) clínico, controlado por placebo e duplo-cego envolveu 1.075 mulheres, as quais foram randomizadas para ou receber extrato de chá verde (EGCG, n=538) ou placebo (n=537) durante 12 meses. Dessas, 936 completaram o estudo, sendo que o grupo EGCG apresentou redução de 2,1% do colesterol total e 4,1% do colesterol LDL, comparado com o grupo placebo, o qual sofreu aumentos de 0,7% e 0,9%, respectivamente. Foi observado um aumento de 3,6% nos níveis de triglicerídeos, especialmente em mulheres obesas e usuárias de estatinas do grupo EGCG.   As cápsulas usadas no estudo eram descafeinadas e continham 1.315mg de catequinas  (843mg de EGCG) – como dose diária.   Os autores escreveram, “Os mecanismos exatos do extrato, o qual EGCG e outras catequinas do chá verde exercem seus efeitos redutores de lipídios, permanecem desconhecidos. A hipótese é que isto se dê através da supressão da biossíntese do colesterol, a interferência da absorção do lipídio e aumento de excreção fecal de colesterol”.   Traduzido por Essentia Pharma  
Estudos: 1- Shen CL, et al. Effect of green tea and Tai Chi on bone health in postmenopausal osteopenic women: a 6-month randomized placebo-controlled trial. Osteoporos Int. 2012 2- Samavat H, et al. Effects of green tea catechin extract on serum lipids in postmenopausal women: a randomized, placebo-controlled clinical trial. The American Journal of Clinical Nutrition, 2016. DOI: 10.3945/ajcn.116.137075  
“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”  
Leia mais

Melhor estilo de vida conduziu a uma redução do colesterol e morte cardíaca

Os níveis de colesterol - o fator de risco mais comum para ataques cardíacos - diminuíram no norte da Suécia ao longo dos últimos 20 anos. Desde que os medicamentos representam apenas 1/3 da diminuição, a redução do risco de doença cardiovascular ocorre graças a uma mudança no estilo de vida. Isso de acordo com um estudo publicado no European Heart Journal.
Leia mais

Comparação dos efeitos funcionais e mecanismo do magnésio e estatina farmacêutica

O colesterol plasmático elevado tem sido reconhecido, desde meados do século 20, como um importante fator de risco da doença cardíaca. Nas últimas décadas, um conhecimento mais aprofundado sobre o colesterol tem mostrado que o fator de risco cardiovascular está associado com um nível elevado da lipoproteína de baixa densidade (colesterol LDL), bem como um nível baixo da lipoproteína de alta densidade (colesterol HDL), entre outros aspectos da dislipidemia, como triglicerídeos elevados.
Leia mais

Como consumir ovos corretamente?

O ovo é uma importante fonte de proteínas de alto valor biológico, lipídeos, vitaminas A, D e ácido fólico, e diversos minerais como fósforo, sódio, potássio, cálcio, magnésio, ferro e selênio, além do próprio colesterol. Além desses nutrientes, o ovo possui substâncias carotenoides, como a luteína e a zeaxantina, que ajudam a prevenir a degeneração ocular, principal causa de cegueira nos idosos. Juntamente com suas vantagens nutricionais, o ovo é um alimento mais barato que outras fontes de proteínas.
Leia mais

Estudos demonstram os benefícios do óleo de coco para a saúde e sua utilização no dia a dia

O óleo de coco tem sua composição rica em ácidos graxos de cadeia média, rapidamente absorvida pelo organismo e com uma taxa de oxidação mais alta que os ácidos graxos de cadeia longa, gerando maior gasto de energia pelo corpo em sua metabolização (termogênico).  A sua composição também justifica a diminuição das lipoproteínas de baixa densidade (LDL), já que não entram na formação desse colesterol.
Leia mais