Benefícios cognitivos e antidepressivos dos flavonoides

  Evidências epidemiológicas sugerem que o consumo de flavonoides (polifenóis encontrados comumente em frutas, vegetais, chás, café e chocolate) está associado a um menor risco de desenvolver depressão. Uma explicação plausível para esta associação são os bem documentados efeitos benéficos dos flavonoides na função executiva, ou seja, regulação dos processos cognitivos, incluindo memória de trabalho, raciocínio, flexibilidade de tarefas e resolução de problemas, bem como o planejamento e execução.
Leia mais