Estudo em camundongos sugere que o óleo de coco pode controlar o crescimento excessivo de um fungo patogênico no trato gastrointestinal

Um novo estudo interdisciplinar conduzido por pesquisadores da Universidade de Tufts descobriu que o óleo de coco efetivamente controlou a proliferação do fungo patogênico Candida albicans (C. albicans) em camundongos. Nos seres humanos, os níveis elevados de C. albicans no trato gastrointestinal (GI) pode conduzir a infecções na corrente sanguínea, incluindo a candidíase invasiva. A pesquisa, publicada em mSphere, sugere que pode ser possível utilizar abordagens alimentares como uma alternativa aos medicamentos antifúngicos, a fim de diminuir o risco de infecções.
Leia mais

Estudos demonstram os benefícios do óleo de coco para a saúde e sua utilização no dia a dia

O óleo de coco tem sua composição rica em ácidos graxos de cadeia média, rapidamente absorvida pelo organismo e com uma taxa de oxidação mais alta que os ácidos graxos de cadeia longa, gerando maior gasto de energia pelo corpo em sua metabolização (termogênico).  A sua composição também justifica a diminuição das lipoproteínas de baixa densidade (LDL), já que não entram na formação desse colesterol.
Leia mais