Estudo: zinco e multivitaminas podem ajudar no ganho de estatura em crianças

O zinco e múltiplas vitaminas, além de essenciais para muitos processos biológicos, são essenciais para o ganho de estatura durante a infância. A deficiência de zinco é um problema global e, neste quesito, a Tailândia, local do estudo, apresenta um risco de nível médio, o que significa mais de 40%. Mesmo sabendo da sua importância durante o período de crescimento físico, estudos passados apresentavam resultados um pouco inconsistentes.  
Leia mais

Estudo: A vitamina C e o manganês na proteção contra a catarata nuclear

A catarata acontece em consequência da alteração ou envelhecimento do cristalino, uma das principais lentes do olho (situada atrás da íris) onde a imagem é focalizada. Com o avançar da idade – geralmente a partir de 50 anos -, essa lente se empalidece dificultando a entrada da luz até a retina e, com a progressão da condição pode resultar em cegueira. Mas, a catarata também pode ocorrer devido a outros fatores, como inflamação intraocular, exposição à radiação, deficiência hereditária, diabetes, um trauma ocular ou uso de medicamentos corticoides. Dependendo da área do cristalino atingida, a condição pode ser classificada em: cortical, nuclear e sub-capsular posterior.
Leia mais

A vitamina C pode reduzir os danos causados pela privação do sono na memória espacial

Um novo estudo publicado em abril de 2015 relata que modelos experimentais sugerem que a suplementação de vitamina C pode prevenir o comprometimento da memória espacial induzida pela privação crônica de sono. Os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (abreviação em inglês, CDC) dos EUA indicam que um número estimado de 50 milhões de adultos norte-americanos têm distúrbios do sono ou de vigília. A insuficiência de sono está ligada a acidentes de veículos motorizados, catástrofes industriais e erros durante a jornada de trabalho, bem como aumento do risco de doenças crônicas, incluindo câncer, hipertensão, diabetes e depressão.
Leia mais

Ingestão de polivitamínico diariamente ajuda a afastar câncer em homens

A ingestão de um polivitamínico diário pode reduzir as chances de desenvolver câncer em homens de 50 anos ou mais, e parece não ter efeitos colaterais graves, segundo estudo realizado em larga escala. O efeito protetor oferecido pelas cápsulas diárias foi considerado “modesto” pelos pesquisadores, uma vez que seu uso durante o estudo foi apenas para evitar deficiências nutricionais.

Leia mais