Os pesquisadores descobriram que as pessoas com diagnóstico de diabetes por volta dos 50 anos são significativamente mais propensas a sofrer declínio mental por volta dos 70 anos de idade.

O estudo, publicado na revista Annals of Internal Medicine, iniciado em 1990, examinou 13.351 adultos, pretos e brancos, com idades entre 48 e 67, com diabetes e pré-diabetes usando diagnósticos médicos auto-relatados e testes de controle de glicose. Os pesquisadores administraram testes amplamente usados, de memória, raciocínio, resolução de problemas e planejamento.

Cerca de 13 por cento tinham diabetes inicial. Os investigadores fizeram acompanhamento com cinco exames periódicos ao longo dos 20 anos seguintes. Durante esse tempo, 5.987 participantes ainda estavam matriculados.

Após o ajuste para vários fatores de saúde e de comportamento, os pesquisadores descobriram que pessoas com diabetes sofreram um declínio de 30 por cento maior na acuidade mental do que aquelas sem a doença.

O diabetes pode prejudicar a circulação sanguínea, e os autores sugerem que sua associação com problemas de memória e pensamento possa ser o resultado de danos nos pequenos vasos sanguíneos no cérebro.

“As pessoas podem pensar que o declínio cognitivo com a idade é inevitável, mas não é”, disse a autora sênior, Elizabeth Selvin, uma professora associada de epidemiologia da Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health. “Fatores como diabetes são potencialmente modificáveis. Se conseguirmos melhor controlar o diabetes, podemos afastar o declínio cognitivo e demência futura.”

 

Traduzido por Essentia Pharma

Fonte: http://well.blogs.nytimes.com/2014/12/01/diabetes-in-midlife-tied-to-memory-problems-late-in-life/?ref=health&_r=1

Autor: Nicholas Bakalar

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”