Atualmente, na Europa, China e Estados Unidos, a periodontite (inflamação dos tecidos que cercam o dente) afeta mais da metade da população adulta. Em populações entre 60 e 74 anos, a prevalência da condição é ainda mais alta, de 70 a 90%. Os antibióticos comumente utilizados no tratamento periodontal são a penicilina, tetraciclina, macrolide e metronizadol, mas a microbiota que reside na cavidade oral pode agir como um reservatório de microrganismos resistentes a antibióticos, alguns causadores de doenças.

 

Os autores de uma atual meta-análise*, publicada em Journal of Clinical Periodontology, descobriram que a periodontite, geralmente tratada somente com antibióticos, apresentou resposta positiva quando usado em conjunto com espécies do probiótico Lactobacillus reuteri.

 

Bases eletrônicas de dados foram pesquisadas até julho de 2015. Foram incluídos ensaios clínicos randomizados (ECR) comparando o uso combinado de raspagem e alisamento radicular (SRP) com o uso de probiótico versus o tratamento solo de SRP (sem o uso de probiótico) no tratamento da doença periodontal.

 

Os resultados mostraram que a utilização do suplemento probiótico resultou em valores estatisticamente significativos na gravidade da manifestação clínica da doença através do index CAL (Clinical Attachment Loss) (-0.42 mm, p=0.002), e redução de sangramento na sondagem (BOP) (-14.66, p=0.003), além de reduzidos valores que medem a severidade da periodontite (PPD), a curto prazo.

 

O L. reuteri, juntamente com o Bifidobacterium, são muito usados no tratamento de doenças relacionadas ao trato gastrointestinal, eczemas, infecções urogenitais e da orofaringe. No âmbito periodontal, a aplicação de probióticos em combinação com a SRP já foi previamente estudada em modelos animais produzindo evidências positivas na redução da colonização de patógenos.

 

Dentro das limitações do estudo, os autores, da Universidade de Strasbourg, ao concluírem sobre os benefícios do uso adjunto do L. reuteri ao SRP para o tratamento da periodontite crônica pontuam: “O mais descrito probiótico para o tratamento da periodontite crônica é o L. reuteri, uma bactéria hábil na produção de um composto antimicrobiano resistente às enzimas proteolíticas e lipolíticas. A bactéria já mostrou in vitro um efeito contra as bactérias periodontais patogênicas”.

 

Fonte: * Martin-Cabezas, R; Davideau, JL, et al. Clinical efficacy of probiotic as an adjunctive therapy to non-surgical periodontal treatment of chronic periodontitis: A systematic review and meta-analysis. J Clin Periodontol. 2016. Doi:10.1111/jcpe.12545.

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”