Um estudo relatado em Revisões de Saúde Pública nos Estados Unidos em janeiro de 2018 afirma que o limite máximo de ingestão de ácido fólico ou folato de 1miligrama (= 1000 microgramas) por dia, recomendado pelo Instituto de Medicina dos EUA (IOM), é falho e que não há necessidade de limitar a ingestão da vitamina.
 

Ao analisar estudos decanos que envolviam indivíduos deficientes em vitamina B12 que haviam sido tratados com ácido fólico, o IOM (agora Academia Nacional de Medicina) havia concluído que o dano neurológico tende a ocorrer mais frequentemente em pacientes tratados com doses mais altas de ácido fólico, e que tratar pessoas com deficiência de B12 com doses altas de ácido fólico poderia levar a um maior risco de danos neurológicos.
 

No entanto, a nova análise dos dados realizada por Sir Nicholas Wald e colegas não encontrou associação entre a dose de ácido fólico e o dano neurológico. De fato, a análise determinou que o dano foi causado pelo não tratamento da deficiência de B12 com a devida vitamina B12.
 

O time de pesquisadores concluiu que, como as vitaminas B1, B2 e B5, não há necessidade de um limite máximo para o folato (B9). A pesquisa ajudará a apoiar as recomendações no Reino Unido para adicionar ácido fólico às farinhas para ajudar a prevenir defeitos no tubo neural.
 

Suplementação de ácido fólico obrigatória?
 

“Com o limite superior removido, não há razão científica ou médica para adiar a introdução da fortificação obrigatória de ácido fólico no Reino Unido e em outros países que ainda não adotaram esta comprovada intervenção de saúde pública”, comentou o professor Wald, do Instituto Wolfson de Medicina Preventiva da Universidade Queen Mary.
 

“Falhar em fortificar farinhas com ácido fólico para evitar defeitos do tubo neural é como ter uma vacina contra a poliomielite e não a usar. Todos os dias no Reino Unido, em média, duas mulheres têm a gestação interrompida devido a um defeito do tubo neural, e todas as semanas duas mulheres dão à luz uma criança afetada”, concluíram.
 

Traduzido e adaptado por Essential Pharma:
http://www.lifeextension.com/whatshot/2018/1/January-Whats-Hot-Articles/Page-01?utm_campaign=normal&utm_source=twitter&utm_medium=social#folate