O excesso de peso aparece relacionado à redução dos níveis de uma molécula que reflete a saúde das células cerebrais no hipocampo, uma parte do cérebro envolvida na memória, aprendizado e emoções, e, provavelmente, também envolvida no controle do apetite, é o que relata um estudo realizado por pesquisadores da SUNY Downstate Medical Center e outras instituições cujos resultados foram publicados em Neuroimage: Clínical.

Jeremy D. Coplan, MD, professor de psiquiatria na SUNY Downstate, liderou uma equipe multicêntrica que visualizou a molécula, N-acetil-aspartato (NAA), usando espectroscopia de ressonância magnética, um aplicativo não-invasivo de ressonância magnética (MRI). A NAA está associada à saúde das células cerebrais. Participantes do estudo com excesso de peso apresentaram níveis mais baixos de NAA no hipocampo do que os indivíduos com peso normal. O efeito foi independente de idade, sexo e diagnósticos psiquiátricos.

 

A importância do hipocampo – um órgão em forma de cavalo-marinho no interior do cérebro – na formação e preservação da memória e controle emocional é bem conhecido, Dr. Coplan observa, mas seu papel no controle do apetite é menos estabelecido.

 

“A importância do achado é que o excesso de peso está associado a alterações específicas em uma parte do cérebro que é crucial para a formação da memória e das emoções, e, provavelmente, para o apetite”, disse Coplan. O estudo é considerado como sendo a primeira pesquisa humana documentando a associação de NAA com o peso corporal.

 

“O baixo índice de NAA pode ser uma consequência do excesso de peso, causa do excesso de peso, ou uma combinação de ambas, isto precisa ser determinado”, acrescentou o Dr. Coplan. “Estudos futuros estão planejados para se concentrar se a perda de peso leva a um aumento da NAA.”

 

“Também descobrimos que muita preocupação também produz baixos níveis de NAA no hipocampo, mas não foi associada a um elevado índice de massa corporal (IMC)”, afirmou Coplan.

 

Dr. Coplan e sua equipe olharam para as pessoas com um IMC igual ou maior que 25. O peso normal é definido como um IMC de 18,5 a 24,9, o excesso de peso entre 25 e 29,9, e a obesidade em um IMC de 30 ou maior.

Traduzido por Essentia Pharma

Fonte: http://www.sciencedaily.com/releases/2014/02/140211121829.htm

Os artigos aqui postados não necessariamente expressam a visão da Empresa.