A ingestão de um polivitamínico diário pode reduzir as chances de desenvolver câncer em homens de 50 anos ou mais, e parece não ter efeitos colaterais graves, segundo estudo realizado em larga escala. O efeito protetor oferecido pelas cápsulas diárias foi considerado “modesto” pelos pesquisadores, uma vez que seu uso durante o estudo foi apenas para evitar deficiências nutricionais.

Polivitamínico pode reduzir em até 8% o risco de câncer em homens de 50 anos ou mais, de acordo com novo estudo

A ingestão de um polivitamínico diário pode reduzir as chances de desenvolver câncer em homens de 50 anos ou mais, e parece não ter efeitos colaterais graves, segundo estudo realizado em larga escala. O efeito protetor oferecido pelas cápsulas diárias foi considerado “modesto” pelos pesquisadores, uma vez que seu uso durante o estudo foi apenas para evitar deficiências nutricionais. Os resultados foram publicados no Journal of The American Medical Association, em outubro de 2012.

Uma abordagem equilibrada de todas as vitaminas em pacientes considerados saudáveis, provavelmente é mais benéfica que fazer uso de grandes doses de qualquer vitamina, sugerem os autores do estudo.

Cerca de 15 mil médicos do sexo masculino ingeriram um polivitamínico ou placebo e foram acompanhados durante 10 anos. Normalmente outros estudos analisam o relato próprio do uso de vitaminas ou suplementos específicos pelos participantes, o que gera resultados variáveis para proteção ao câncer.  Alguns outros ensaios testaram combinações, muitas vezes em altas doses, de vitaminas e minerais – o qual não foi o objetivo desse estudo, que utilizou um polivitamínico comum, com níveis mais baixos de vitaminas e minerais essenciais.

O recém-lançado estudo mostrou uma redução de 8% na ocorrência de várias formas de câncer nos participantes que tomaram polivitamínico todos os dias, mas nenhum benefício foi observado para as taxas de câncer de próstata, o mais comum visto entre os participantes. O grupo estudado continuará em seguimento para observar os efeitos da ingestão de vitaminas a longo prazo. Mais estudos seriam necessários para mostrar benefícios semelhantes em homens, ou mesmo mulheres, mais jovens.

Fonte:

Gaziano J, Sesso HD, Christen WG, et al. Multivitamins in the Prevention of Cancer in Men: The Physicians’ Health Study II Randomized Controlled TrialJAMA, 2012.

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”