Dados de 34 estudos randomizados, duplo-cegos e controlados por placebo indicaram que existe “efeito causal da suplementação de magnésio para reduzir a pressão sanguínea em adultos”. E este resultado pode surpreender alguns profissionais, desde que os efeitos anti-hipertensivos e, portanto, efeitos benéficos cardiovasculares do magnésio (Mg) ainda são controversos.

 

A meta-análise publicada em Hypertension relata que a suplementação de Mg em pacientes hipertensos e normotensos totalizou 2.028 participantes com idade entre 18 e 84 anos. Destes, 1.010 receberam suplementação de Mg (dose média de 368mg/dia) durante uma média de 3 meses. Os outros 1.018 receberam placebo.

 

Os dados indicaram que a suplementação de Mg levou a reduções gerais de ambas pressões sanguíneas: sistólica a 2,00 mmHg (intervalo de confiança de 95%, 0,43 a 3,58) e diastólica 1,78 mmHg (intervalo de confiança de 95%, 0,73 a 2,82). Estas reduções foram acompanhadas de elevação do nível de Mg sérico de 0,05mmol/L (intervalo de confiança de 95%, 0,03 a 0,07), quando comparados com o grupo placebo.

 

Mesmo a uma dose de 300mg/dia durante 1 mês, os pesquisadores encontraram tanto redução da pressão sanguínea quanto elevação do nível de Mg sérico, sendo que o nível sérico se apresentou negativamente associado com a pressão diastólica, mas não sistólica (todos P<0,05).

 

Os autores apontam algumas fraquezas da meta-análise, como um grande número de desistência dos participantes dos estudos incluídos. Mas, mesmo assim, a meta-análise contribui na construção de evidência que o magnésio pode ser considerado benéfico para a saúde do coração.

 

Referência:

Zhang X, et al. Effects of Magnesium Supplementation on Blood Pressure

A Meta-Analysis of Randomized Double-Blind Placebo-Controlled Trials. Hypertension, 2016. DOI: 10.1161/HYPERTENSIONAHA.116.07664

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”