Com a intenção de se manter saudável, muitas pessoas estão procurando maneiras naturais para prevenir doenças neurodegenerativas. Estudos recentes mostram que o extrato de romã – uma rica fonte de polifenois para o combate de doenças – pode ajudar a proteger contra o desenvolvimento da doença de Alzheimer. Mas os pesquisadores não tinham certeza a que moléculas ‘agradecer’. ACS Chemical Neuroscience relata agora que os compostos responsáveis ​​podem ser os urolitins, produzidos quando as bactérias do intestino quebram os polifenois do extrato.

 

A doença de Alzheimer está associada com a fibrilação do beta-amiloide (Aß), um processo no qual as proteínas amiloides formam aglomerados no cérebro. Para combater a formação dessas fibrilas, no entanto, uma molécula teria que atravessar a barreira sangue-cérebro – uma série de junções celulares impedem certas substâncias de entrar no cérebro. Em trabalhos anteriores, os pesquisadores mostraram que um extrato de romã possui efeitos contra o Alzheimer em animais, mas não identificaram os compostos responsáveis. Navindra Seeram e colegas queriam investigar quais compostos presentes na romã que poderiam tanto passar através da barreira sangue-cérebro quanto prevenir fibrilas de Aß de formarem.

 

A equipe isolou e identificou 21 compostos – principalmente polifenois – a partir do extrato de romã. Estudos computacionais descobriram que os polifenois não podem atravessar a barreira sangue-cérebro, mas que os urolitins poderiam. Urolitins são compostos anti-inflamatórios e neuroprotetores que são formados quando elagitaninos, um tipo de polifenol, são metabolizados pelas bactérias intestinais. Os pesquisadores, então, mostraram que os urolitins reduziram os níveis da fibrilação Aß in vitro. Além disso, estes compostos aumentaram o tempo de vida de um modelo de lombriga de Alzheimer. Eles dizem que mais testes são necessários para determinar se os efeitos protetores destes compostos poderia finalmente ajudar a prevenir ou tratar a doença de Alzheimer em humanos.

 

 
Fonte: http://www.acs.org/content/acs/en/pressroom/presspacs/2015/acs-presspac-december-9-2015/pomegranate-may-help-against-alzheimers.html
 

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”