Uma equipe de pesquisadores desenvolveu uma nova técnica para medir a atividade antioxidante que gera valores dez vezes maiores do que os indicados por métodos de análise atuais.

O estudo realizado pela Universidade de Granada sugeriu que as tabelas sobre as capacidades antioxidantes de produtos alimentares que nutricionistas e autoridades de saúde usam atualmente devem ser revistos.

Jose Angel Rufian Henares, professor da Universidade de Granada, explica que o problema com o método tradicional foi que a atividade antioxidante da fração sólida (a fibra) não foi considerada, pois foi assumido não ser benéfica. No entanto, esta fração insolúvel chega ao intestino grosso e a microbiota intestinal pode também fermentá-la e extrair substâncias ainda mais antioxidantes, que podem ser avaliadas com a sua nova metodologia.

A equipe de Henares desenvolveu uma técnica chamada “global antioxidante response”(GAR) (“resposta antioxidante global”), que inclui uma simulação in vitro da digestão gastrointestinal que ocorre no nosso corpo, levando-se em consideração a “esquecida” capacidade antioxidante da fração sólida.

Henares acrescentou que a atividade antioxidante foi, em média, dez vezes maior do que a que comumente pensada até agora e não apenas em sucos, mas também em qualquer outro tipo de alimento analisado com esta metodologia e técnica cujos resultados permitem nutricionistas e autoridades de saúde melhor estabelecer os valores da capacidade antioxidante dos alimentos.

O estudo foi publicado na revista Food Chemistry.

 

 

Traduzido por Essentia Pharma

Fonte: http://www.aninews.in/newsdetail9/story194884/orange-juice-benefits-ten-times-greater-than-previously-thought.html

 

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”