O excesso e a rapidez com que as informações invadem nossas vidas atualmente fazem com que muita gente busque melhorar a função cognitiva para dar conta de todo o armazenamento. Um  estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, em maio de 2013, pode solucionar essa busca constante. Aqui os autores apontam dois importantes fatores. Primeiro, a importância do ácido docosahexaenoico, o DHA, para a função cerebral. Segundo, que seus bons níveis no corpo dependem da ingestão diária de alimentos fonte de ômega 3, pois deles obteremos o DHA. Caso isso não aconteça, um indivíduo pode se beneficiar com a suplementação, dizem os autores.

Os autores já haviam salientado em estudos anteriores a mudança radical da alimentação do americano nos últimos 100 anos, ficando muito distante da ingestão adequada de ômega 3. Diante dessa questão, eles quiseram investigar se suplementos de DHA podem de fato otimizar a função cerebral.

Foram incluídos no estudo 176 participantes, com idades entre 18 e 45 anos, sendo que todos tinham uma dieta com baixa ingestão de DHA. Uma vez que o DHA é constituinte do ômega 3 presente no óleo de peixe e em algumas sementes, aqueles indivíduos que não são habituados a ingerir esses alimentos, certamente terão os níveis do ácido graxo reduzidos.

No estudo em questão, o funcionamento do cérebro dos participantes foi avaliado por uma sequência de testes de computador para memória, atenção, tempo de reação e velocidade de processamento.  Após os testes iniciais, o grupo foi dividido em duas partes: uma recebeu 1,16 gramas de DHA e a outra metade recebeu placebo, durante 6 meses.

Ao término da suplementação, todos os testes foram feitos novamente e os resultados foram surpreendentes. O cérebro daqueles que receberam DHA trabalhou duas vezes mais rápido, sem apresentar efeitos colaterais.

O estudo demonstra a eficácia da suplementação para melhorar função cognitiva e ingerir peixes e outras fontes de ômega 3, como a linhaça, pode ser uma boa opção. No entanto, se você é uma pessoa sem o hábito de consumir esses alimentos, converse com seu médico ou nutricionista sobre o DHA. Este se torna uma boa opção de suplementação para otimizar a atividade cerebral.

Fonte:

Stonehouse, W., Conlon, C.A., Podd, J., et al. DHA supplementation improved both memory and reaction time in healthy young adults: a randomized controlled trial. Am J Clin Nutr. 2013 May;97(5):1134-43.

Frank Shallenberger, MD. Make your brain work twice as fast with one specific supplement. Nov, 2013.