A evidência científica sugere fortemente que um nível adequado de magnésio dietético reduz o risco de diabetes tipo 2. Uma meta-análise de 13 estudos prospectivos de coorte examinou essa associação em mais de 500.000 indivíduos de diversas origens. Os resultados demonstraram claramente uma relação inversa significativa entre o magnésio na dieta e o risco de diabetes – um risco inalterado quando fatores como sexo, localização geográfica, ou histórico familiar são adicionados ao modelo.(1) Esta meta-análise confirma pesquisas anteriores que estabeleceram uma associação entre o aumento de magnésio na dieta e um risco reduzido de diabetes.(2)

 

A ligação do magnésio ao diabetes é mais provável através do seu papel na manutenção da homeostase da glicose e regulação da secreção e sensitividade à insulina.(3,4) Portanto, não é surpreendente que a pesquisa indica que pessoas apresentam o controle metabólico prejudicado (por exemplo, glicemia em jejum, glicemia duas horas pós-prandial, hemoglobina A1c), diminuição da sensibilidade à insulina ou a secreção de insulina prejudicada quando têm baixos níveis de magnésio.(5)

 

 

Traduzido por Essentia Pharma

 

Fonte:http://www.nutritionalmagnesium.org/diabetes-prevention-and-management/

 

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essentia.”